Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer Rosália Ribas

14 de Setembro de 2015 Kalinka Carvalho

No entrevista com a Personal Organizer de hoje recebo uma pessoal muito especial, ainda nāo nos conhecemos pessoalmente mais a energia entre nós é muito boa. No comitê de comunicaçāo da ANPOP pudemos aprender uma com a outra e trocar muitas experiências profissionais e de vida . Ela é personal organizer no centro-oeste e está promovendo e organizando o primeiro encontro da regiāo. Com prazer recebemos hoje Rosália Ribas: 

 

 

Rosália Ribas, Pedagoga, formada pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Tuiuti – Curitiba/PR, especialista em Gestão Empresarial, pela Faculdade Católica de Administração e Economia – Curitiba/PR e Gestão Ambiental pela Universidade Estadual de Goiás – Unidade Universitária Formosa. Atuou como professora no Ensino Fundamental, no Ensino Médio, no Ensino Técnico, Superior e Pós-Graduação, e também atuou como coordenadora de curso e Diretora de Faculdade, por mais de 27 vinte e sete anos.

Atualmente é Profissional de Organização, Consultora e Palestrante. Certificada pela empresa OZ! É membro Pioneiro, Coordenadora do Comitê de Comunicação e Conselheira da Associação Nacional de Profissionais de Organização e Produtividade – ANPOP Brasil. Atua há três anos em Brasília/entorno e Formosa/GO.

 

 

 

1.  Kalinka: O que é uma personal organizer? (Organizador Profissional ou Profissional de Organizaçāo) 

Rosália: O Personal Organizer é um profissional qualificado e focado em criar soluções voltadas à organização. Promover o bem-estar, deixar a vida mais prática, tornar melhor a maneira de viver das pessoas, melhorar a produtividade, por meio de conhecimento e princípios testados, sempre respeitando a individualidade e privacidade do cliente.

 

 

2. Kalinka: Como funciona o trabalho de um personal organizer?

Rosália: Inicia com uma visita ao local que será realizado o trabalho, com objetivo de conhecer o perfil e a rotina das pessoas. E para expor a metodologia de trabalho, para que todos os envolvidos estejam cientes do processo de uma organização. Nesse momento, por meio do Relatório de Avaliação, coletam-se as informações que considera relevante para o processo de organização. Em seguida, faz-se um registro fotográfico para facilitar a elaboração do orçamento e planejamento do Projeto. Quanto mais informação coletar do seu cliente, mais rico será o resultado final. Após o aceite do orçamento inicia-se o trabalho. E importante combinar com o cliente um feedback por meio eletrônico ou pessoalmente, dias após a conclusão do trabalho, que será determinado pelo profissional de organização.

 

 

3. Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de um personal organizer?

Rosália: Geralmente são pessoas que tem não tem tempo ou tem pouca ou nenhuma habilidade para organizar sua casa, sua vida, seu trabalho.

 

 

4. Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar?

Rosália: A partir do momento que li o livro, indicado por amigo “A Alma da casa” de Jane Alexander, me identifiquei com o assunto. No livro a autora comenta sobre o trabalho das melhores organizadoras de espaço dos EUA. Fiz várias pesquisas na internet para conhecer o trabalho destas profissionais internacionais e nacionais. Foi, então, que decidi pedir demissão em agosto de 2010 de meu trabalho e parti em busca de um novo desafio. Fiz vários cursos em São Paulo/SP e Curitiba/Pr na área de organização.  Em abril de 2011, participei da primeira excursão de brasileiras à 23ª Conferência Anual da NAPO, em San Diego/California, promovida pela OZ! Foi durante esse evento, que surgiu a idéia de criar no Brasil uma Associação. Voltei com a certeza de que havia escolhido minha nova profissão. Atuo a quatro (4) anos como Personal Organizer, em Formosa/GO; Brasília/DF e entorno, na área residencial e corporativa e como Consultora, a um (1) ano. Amo o que eu faço. Identifico-me com a organização de documentos de Home Office, Consultórios, Escolas Infantis, Lojas, organização de ambientes para solteiros, Gestão Doméstica, (risos), citando as áreas, percebi que me identifico com todas. Também atuo como palestrante em empresas e Instituições de Ensino Superior.

 

 

5. Kalinka: O que é necessário para se tornar um personal organizer?

Rosália: Em primeiro lugar, gostar de pessoas. Gostar do que faz. Estudar sempre. Ser criativo. Procurar qualificar-se em bons cursos presenciais. Ainda não existe um curso Superior para formar POs, por isso é importante participar de eventos, encontros, grupos, fóruns de discussões. Também é interessante conhecer os produtos disponíveis no mercado, que possam auxiliar no resultado final do seu trabalho.

 

 

6. Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Rosália: Pode atuar em todas as áreas em que o Profissional de Organização se identificar e perceber um nicho de mercado. Atualmente temos profissionais atuando na área de hotelaria, no trabalho com idosos, com acumuladores, com gestão residencial dentre outros. Vejo um mercado imenso nesta área, todo o dia nasce uma oportunidade. O segredo é ficar atento. Quanto ao valor vai depender da região que atua e do trabalho que executa.

 

 

7. Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser um personal organizer

Rosália: 

Considero muitas coisas boas em ser uma Personal Organizer, por exemplo:

  • Conhecer pessoas;
  • Oportunidade de aprender coisas novas e de tornar-se melhor como pessoa e profissional e,
  • Contribuir para mudança de hábito e promover o bem-estar às pessoas.

Coisas ruins, por exemplo:

  • Cansaço físico
  • Carência de material para trabalhar
  • Imprevisto no cálculo do orçamento

 

 

8. Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores

Rosália: Faça seu trabalho com o coração. Respeite a individualidade e a privacidade de cada cliente. Trate-o com educação, com carinho e seja você mesmo.

 



9. Indique algum produto de organização que acha essencial ter

Rosália: Eu não abro mão de minha Rotuladora e meu Tablet, considero essencial no meu trabalho.

   

 

 

Assim como os Post-it, fita crepe, tesoura, grampeador, lápis, caneta, borracha, fita métrica, extrator de grampo, clipes coloridos.





 

Também gosto muito de ter colmeia, caixa, organizador e divisor ajustável de gaveta.

   


Se você é da regiāo centro-oeste participe do Encontro de Personal Organizers Centro Oeste, para mais informações acesse o site.

Para contratar ou acompanhar o trabalho da Rosália Ribas, segue os contatos:

www.rosaliaribas.com.br

E-mail: atendimento@rosaliaribas.com.br

@rosaliaribas

Assinatura