Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer Ana Afonso

06 de Abril de 2015 Kalinka Carvalho

A entrevistada de hoje é a consultora de organização residencial e empresarial Ana Afonso. Além de organizadora ela é pesquisadora e escritora. Escreveu os ebooks: manual de lavar e passar, como orientar a empregada da casa e gerenciamento para organizadores profissionais, todos a venda em seu site. Já escreveu artigos para revista como: Ana Maria, Minha Casa, Casa e Jardim, Claudia, Você S/A, Veja, entre outras e para os jornais: Folha de Sāo Paulo, A Tribuna, O Globo, entre outros meios de comunicaçāo. E um honra para mim tê-la como minha entrevistada de hoje. Espero que gostem! 

 

Ana Afonso atua desde 2006 e é referência no mercado de organização profissional oferecendo serviços de organização de espaços, gestão de residências, treinamento de funcionários domésticos e consultoria pessoal. Graduada em Gestão da Qualidade e Produtividade é pesquisadora, autora de artigos e editora de livros na área de organização pessoal. Realiza treinamentos diversos, palestras em empresas e colabora com entrevistas e conteúdo para os diversos meios de comunicação. Ex-integrante do Comitê de Comunicação da ANPOP (Associaçāo Nacional de Profissionais de Organizaçāo e Produtividade) gestão 2014 e incentivadora do reconhecimento da atividade como profissão e membro da Comunidade NAPO (National Association of Professional Organizers).

 

1. Kalinka: O que é uma Personal Organizer?

Ana: O profissional de organização (personal organizer) é um prestador de serviços especializado em promover melhorias na qualidade de vida de seus clientes. Usando ferramentas e métodos personalizados de acordo com a necessidade de cada pessoa, residência, empresa, realizamos atividades que vão muito além dos armários e gavetas. 

 

2. Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Ana: Ao atender um cliente levo em consideração suas preferências e necessidades. O plano de organização e rotinas implementadas é personalizado, elaborado em conjunto e de acordo com o estilo de vida do cliente. A prioridade no serviço de organização é tornar funcional e prático o dia-a-dia da casa e não somente a preocupação com a estética e o visual. Após a organização, feita a orientação da funcionária da casa e com os moradores cientes da nova dinâmica, manter a ordem passa a ser um exercício diário, até que se consolide o hábito.

 

3. Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Ana: Quem busca um profissional de organização está disposto a mudar hábitos, a otimizar tempo e recursos, a investir mais na qualidade de vida e desfrutar de uma casa aconchegante. Os clientes de um personal organizer são pessoas em busca de soluções para administrar a vida doméstica ou profissional. São empresários, profissionais liberais, homens e mulheres que valorizam a carreira, a vida em família, a casa e o bem-estar pessoal. Por falta de tempo ou habilidades valorizam a contratação de um especialista para atender a essas questões.

 

4. Kalinka: Há quanto tempo você trabalha como personal organizer? Por que resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar? 

Ana: Desde 2006, portanto há 9 anos. Nos mais de 20 anos em que trabalhei como assistente em empresas de produtos e serviços desenvolvi habilidades e métodos para otimizar os processos, os espaços e a forma de administrar as rotinas. Ser e manter-me organizada foi requisito profissional. Em 1994 tive meu primeiro contato com a organização como um serviço a ser prestado ao trabalhar com um arquiteto e decorador. A partir dai elaborei meu plano de mudar de carreira e investi em cursos, especializações e me graduei em Gestão da Produtividade. Quando chegou a hora deixei a minha atividade anterior e investi exclusivamente na prestação de serviços de organização profissional residencial e empresarial, além de publicar artigos sobre organização no meu blog/ site, editar três e-books, realizar palestras, workshops e treinamentos e sempre colabora com artigos para a mídia em geral. Gosto de organizar de documentos a ambientes.

 

5. Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Ana: Sem dúvida, além do gosto pela organização em si, o ingressante na atividade deve buscar conhecimentos, domínio de técnicas, e para tanto um curso presencial com aulas expositivas e teóricas é fundamental. A busca pelo aperfeiçoamento e atualização deve ser contínua para um profissional que pretenda fazer a diferença nesse mercado cada dia mais competitivo, principalmente nas grandes cidades. No Brasil não existe certificação ( um curso técnico obrigatório, uma habilitação) nem registro da profissão. Existem muitos cursos, muitas profissionais gabaritadas compartilhando suas experiências em sala de aula, o que vem tornando a atividade mais conhecida e os profissionais mais qualificados.

 

6. Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Ana: O mercado em crescimento nos desafia a encontrar soluções cada vez mais eficientes e novos nichos estão sendo criados, como minha atuação na consultoria de organização online, que permite atender até mesmo com clientes residentes fora do país. Entre as opções de serviços um organizador profissional organiza fisicamente ambientes, treina empregados domésticos, elabora planejamentos e acompanha eventos, como uma viagem (roteiros, passagens, hospedagem, mala organizada com roupa indicada para o destino), um casamento (listas de providências dos noivos, suporte ao cerimonialista, listas de presentes, mala dos noivos, entre outros). Os serviços são cobrados da mesma forma que outras prestações de serviço: usa-se a fórmula Despesas fixas + despesas variáveis + Margem de lucro para estabelecer o valor da mão de obra/hora. Alguns profissionais apresentam seus orçamentos baseados em hora trabalhada, diária ou por projeto.

 

7. Kalinka: Cite coisas boas e ruins de uma personal organizer?

Ana: Na atuação do profissional existem aspectos positivos e aspectos negativos com os quais temos de lidar. Um bom personal organizer valoriza o cliente participativo, que sabe definir o que quer e manifesta seu contentamento com o trabalho que entregamos. Contornar situações e pessoas difíceis com tato e educação seriam os pontos que mais exigem atenção, mas não considero como as coisas ruins da atividade.

 

8. Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Ana: Ninguém se torna organizado da noite para o dia, toda mudança de hábito exige perseverança e tempo. Busque focar em objetivos possíveis e que facilitem sua vida. Organização não é um complicador e sim um facilitador.

 

9. Kalinka: Indique algum produto de organização que acha essencial ter.

Ana: Tudo que trabalhar a favor da organização e funcionar para atender ao estilo de vida é bem vindo. De caixas, cabides a organizadores de gavetas até aplicativos de gestão de tempo, agendas, sistemas de catalogação de arquivos. 

 

Abaixo os ebooks publicados da Ana:

Site: Ana Afonso  

 

Para conhecer o trabalho da Ana e contratá-la, seguem os contatos: 

 

Ana Afonso 

www.anaafonsoorganizer.com.br

E-mail: contato@anaafonsoorganizer.com.br

Tel: (11) 99191-2517

 

 

Assinatura