Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a Personal Organizer Gabriela Brasil

09 de Novembro de 2015 Kalinka Carvalho

Gente se tem uma pessoa que sou fā, é da Gabriela Brasil, tive a honra de conhecê-la pouco antes dela ir para a California (da onde eu havia retornado recentemente) para fazer o curso dela, de organizaçāo digital. Eu tive que confessar, que apesar de adorar e saber um pouco dessas tecnologias eu sou uma viciada em papel, sim eu confesso, amo agenda de papel. Para quem quer saber tudo e ter excelentes dicas de organizaçāo digital, recomendo o trabalho da Gabi. Hoje ela é a nossa entrevistada, vamos conhecê-la?

 

Gabriela Brasil é graduada em Cinema e Mídias Digitais pelo Instituto de Ensino Superior de Brasília. Atua na organização de ambientes digitais, além de prestar consultorias e cursos para organização pessoal e empresarial. Especializada em Organização Residencial e Office pela OZ, de São Paulo, certificada em Administração do Tempo pela FGV, do Rio de Janeiro. Também é parceira da empresa Oz Organize sua Vida, a frente do Curso de Organização Digital para formação de profissionais de organização. Profissional membro da NAPO – National Association of Professional Organizers (EUA). Mora em Stanford, na Califórnia, de onde atende seus clientes no Brasil via web.

 

 

1) Kalinka: O que é uma personal organizer?

Gabriela: De acordo com a NAPO (National Association of Professional Organizers), o Organizador Profissional é um profissional habilitado a ajudar pessoas a assumir o controle do seu ambiente, seu tempo, suas informações e suas vidas, capacitando essas pessoas em princípios de organização, técnicas e produtos. Não apenas ajudando a jogar a tralha fora, mas também desenvolvendo estratégias e sistemas para atender cada desafio. Com a ajuda de um profissional de organização o cliente pode desenvolver habilidades necessárias para manter o seu próprio sistema. 

Sendo assim, uma Personal Organizer é a profissional que pode ajudar seu cliente a obter soluções de organização personalizadas em ambientes físicos e digitais. 

 

 

2) Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Gabriela: Aqui nos Estados Unidos o Organizador Profissional trabalha de maneira diferente, mais voltada para consultoria do que organização de ambientes com as próprias mãos. Tudo começa com a identificação do projeto. Por exemplo, se o cliente quer trabalhar na criação de um sistema de arquivamento físico e digital do escritório, o Personal Organizer fará uma visita de avaliação no espaço e identificará o que será necessário para realização do projeto. Depois apresentará uma proposta e começará a trabalhar junto com o cliente.

 

 

 

 

3) Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Gabriela: Aquelas que se sentem sobrecarregadas, que não sabem por onde começar, que sentem que as coisas não estão funcionando da melhor maneira.

Com a imensa quantidade de programas de televisão, livros, artigos em revistas, muitas pessoas estão visualizando a importância da organização nos escritórios, em suas casas, na sua vida em geral. Trabalhando com um organizador profissional, este pode ajudar a preencher estas lacunas entre como as coisas são e como as pessoas gostariam que fossem de fato.

4) Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar? 

Gabriela: Trabalho como Organizadora Profissional desde Julho de 2013. Sou cineasta de formação e durante minha carreira como produtora de cinema trabalhei com muitas equipes grandes e grande fluxo de atividades diárias. Em um set de filmagem o produtor é o responsável pela logística, alimentação, transporte, bom andamento da ordem do dia, então se tudo não estiver muito bem organizado e planejado, muitos problemas podem acontecer. No Brasil as produções são feitas com pouquíssimos recursos, então quanto mais organizada for a filmagem, mais economia de recursos. Geralmente estes recursos vem de editais públicos e patrocínios, no final de cada produção o produtor deve entregar uma prestação de contas sempre muito detalhada e isto também demanda organização. 

A organização sempre foi o meu diferencial como profissional. Em 2012, cheguei a trabalhar em mais de 4 produções no mesmo período. Em 2013, fiz parte da equipe de produção do Globo Ciência no Rio de Janeiro, onde tínhamos que entregar um programa por semana e televisão é uma loucura! Chegou um momento que ser produtora começou a ficar muito desgastante, cansativo e eu não estava feliz.  Foi quando eu decidi fazer do meu talento, a minha profissão.

Comecei a me profissionalizar em 2013 e no mesmo ano comecei a organizar residências e escritórios. Enquanto organizava os ambientes físicos dos meus clientes, observei a necessidade da organização em ambientes digitais e encontrei minha área de atuação. Sou muito fascinada por novas tecnologias e comecei a aplicar o que aprendi enquanto cineasta aos conceitos de organização para oferecer aos meus clientes soluções para uma vida digital organizada. Sem dúvida o que eu mais gosto de fazer é ajudar meus clientes a montarem seus planejamentos de vida. É motivador conhecer novas histórias e sonhos, e poder, através da organização, fazer com que eles se tornem realidade. 

Fonte: arquivo pessoal 

 

 

5) Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Gabriela: Antes de mais nada, ter um verdadeiro amor pelas pessoas. Organização não é sobre armário impecável e cozinha com tudo no lugar, apenas. É sobre qualidade de vida. É sobre priorizar a achar alternativas para tornar o nosso dia a dia mais prático e eficiente. Por isso, é preciso primeiro saber lidar com pessoas para ajudá-las nesse caminho da organização. Depois, muito estudo e prática. Estudo para sempre trazer novas informações e possibilidades e prática para obter excelência nos processos. 

 

 

6) Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Gabriela: Organizadores Profissionais vêm de várias formações diferentes e possuem competências diferentes e por isso, podem atuar em áreas diferentes. Eu acredito que há mercado sim pra todo mundo. Cada profissional atua em seu nicho, entre o seu círculo de contatos, com suas competências específicas.

O Personal Organizer pode ser generalista e atuar em casas e escritórios e outros podem oferecer serviços bem específicos. Alguns organizadores se especializam em áreas como Pós Funeral, Organização de Finanças, Organização para Idosos. Outros se concentram na produtividade, que é o meu caso: incluindo gestão do tempo, organização de informação digital, vida sem papel, etc.

Esta questão do valor é relativa. Varia de estado pra estado e de serviço pra serviço. Como não quero entrar em questão polêmicas… Próxima pergunta! Rs

 

 

7) Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer?

Gabriela: Três coisas boas em trabalhar com organização:

  • Mudar a vida das pessoas. Nada paga aquele brilho no olho do cliente quando ele vê seu novo espaço organizado. 
  • Ser seu próprio chefe. Controlar sua agenda, fazer seus horários, ter autonomia sobre o seu tempo. 
  • Novos desafios. Cada projeto é um novo desafio, seja ele organizar um quarto, um computador ou a rotina de uma família. Lidar sempre com o novo é empolgante e motivador.

3 coisas ruins em trabalhar com organização:

  • Dor nas costas. Acho que essa é unânime. Organizar cansa e minhas costas sempre doem! 
  • Pagamentos atrasados. Acontece, afinal, muitos de nossos clientes tem hábitos desorganizados.
  • Falta de regularização na profissão. Muitas profissionais encontraram barreiras para tirar um MEI, por exemplo. 

Fonte: arquivo pessoal

 

 

8) Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Gabriela: Não espere comprar novos organizadores para arrumar o armário, não deixe de colocar um projeto em prática porque acha que ele não está bom ainda. Muitas vezes o perfeccionismo nos congela e por medo de não conseguir fazer perfeito, nada se faz. Feito é melhor que perfeito. Comece. 

 

 

9) Kalinka: Indique algum produto de organização que acha essencial ter: 

Gabriela: Acho essencial ter uma ferramenta de captura. Então indico um caderninho para coletar informações ao longo do dia e processar pelo menos uma vez por dia.

Minha dica é baixar os ebooks que a Gabi tem disponível:  

Downloads Gabriela Brasil 

 

Quer acompanhar a Gabi? Abaixo segue os contatos, siga as dicas nas redes sociais e assine a newsletter:   

Site: www.gabrielabrasil.com

Facebook: www.facebook.com/gabrielabrasilorganiza

Instagram: www.instagram.com/gabrielabrasilorganiza

Youtube: www.youtube.com/user/anagabibrasil

Periscope: gabriela_brasil 

Assinatura