Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer e consultora de feng shui: Greice Munhoz

18 de Setembro de 2017 Kalinka Carvalho

Toda vez que a encontro, é muita energia positiva trocada. Uma pessoa incrível e uma super profissional, a entrevistada de hoje e Greice Munhoz que usa seus conhecimentos milenares, como o Feng Shui para trazer organizaçāo e bem-estar para vida das pessoas. Inclui nesse pacote de harmonizaçāo psicologia das cores, decoração e ergonomia. Tudo isso só poderia resultar em transformações de vidas. Vamos conhecer a trajetória dessa super mulher: 

 

 

Greice Munhoz é administradora por formação, especializada em Comunicação, área à qual dedicou 15 anos de sua carreira profissional. Ex publicitária, consultora em Tecnologias da Informação e Comunicação, decidiu, a partir de um coaching de transição de carreira, profissionalizar o que sempre foi hobby e tema de estudo por duas décadas: a harmonização de ambientes. Gaúcha, radicada em São Paulo desde 1997, criou o conceito de Harmonização Orgânica, no qual enfoca a necessidade de lidarmos com a harmonização de ambientes de modo responsável, sustentável e criativo, apoiando-se em 3 pilares de seu conhecimento: Feng Shui, Organização e Decoração.

 

 

1. Kalinka O que é uma personal organizer?

Greice: Personal organizer é um profissional especializado na organização de ambientes.

 

 

2. Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Greice: O trabalho de um organizador profissional começa com a visita técnica, onde serão levantadas e compreendidas as necessidades do cliente.

 

 

3. Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Greice: Precisam de um personal organizer todos aqueles que, de algum modo, estejam interessados em uma vida mais organizada. Seja em nível pessoal, ou profissional, em casa ou no escritório. Isso vai desde uma pessoa que já é organizada em certo nível, mas deseja uma vida mais leve e funcional, até uma pessoa com perfil de acumulador. Neste caso, aconselha-se que exista o acompanhamento de um profissional de Psicologia no processo. Lembrando, claro, que é preciso o consentimento e a tomada de consciência do cliente.

 

 

4. Kalinka A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar?

Greice: Trabalho oficialmente como personal organizer desde dezembro de 2015. Digo oficialmente, porque o interesse no tema surgiu há muitos anos, mais especificamente em 1996, quando ainda morava em Porto Alegre. Nesta época, sequer havia escolas de formação na área, pelo menos no Brasil. O que tínhamos eram reportagens sobre como essa onda estava surgindo nos Estados Unidos. Éramos auto-didatas e cheguei a abrir uma empresa com CNPJ e sócio, chamada Dobra's. Na ocasião o foco dos personais eram os roupeiros e closets. Operamos por seis meses e fechamos, pois a jovem Greice queria ser publicitária. Após 15 anos atuando na área de Publicidade e Propaganda, veio a transição de carreira e a retomada de interesses antigos como Organização, Feng Shui e Decoração. Tudo isso resultou em um projeto e em um conceito novo que batizei de "harmonização orgânica" (mais informações: www.organice.com.br).

Fonte: Fotos do arquivo pessoal

 

 

5. Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Greice: Para se tornar uma personal organizer é necessário estudar e atuar. Estudar o que existe de conteúdo nas escolas e no mercado. Atuar em laboratórios, seja junto a personais mais experientes, seja sozinha em sua própria casa e na casa de amigos e familiares. Quando comecei não havia cursos como hoje encontramos, divididos em módulos repletos de especificidades e tecnologias. A perfeição das dobras feitas com gabaritos, a classificação de roupas por cores e estilo, a categorização de objetos por área, tudo isso já tínhamos como aprender no final da década de 90, lendo e treinando. Mas hoje existem as certificações e uma infinidade de vídeos disponíveis na web, mostrando como fazer. Portanto, mãos à obra!

 

 

6. Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Greice: O organizador profissional, como dito anteriormente, pode atuar em residências e/ou empresas. Nas empresas ele veio somar ao que antigamente chamávamos de O&M (organização e métodos). Sou graduada em Administração de Empresas e durante os primeiros 10 anos de mercado profissional estive muito envolvida com processos de controle da Qualidade (TQC, 5S's, CCQs etc.), nos quais a organização era premissa básica. Também cheguei a atuar como secretária, onde a organização era algo fundamental, a começar pelos arquivos. Portanto a intimidade com a organização de papeis sempre esteve muito presente em minha vida. Hoje o desafio é a organização pessoal, para não cair naquele dito popular "casa de ferreiro, espeto de pau".

 

 

7. Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer?

Greice: Três coisas boas: aprimoramento, harmonização interna e externa, poder levar ordem à vida das pessoas. Três coisas "ruins", em verdade desafiadoras: ter que ser um exemplo, lidar com perfis acumuladores, saber lidar com ecossistema de organizadores profissionais que existe atualmente no Brasil.

 

 

8. Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Greice Dica: organize não só pensando em estética ou funcionalidade. Procure ir mais além. Observe os objetos que você tem em casa. Por que eles estão lá? O que significam? O que te fazem sentir e a que memórias estão ligados? Refletindo sobre estes códigos, ficará bem mais fácil desapegar das coisas na hora da triagem e do descarte. É o que eu chamo de "Organizar com consciência". 

 

 

9. Indique algum produto de organização que acha essencial ter:

Greice: Em primeiro lugar o gabarito de dobras. Depois as caixas organizadoras, colmeias e afins. Mas costumo usar de criatividade também. Reaproveitar caixas de papelão, encapá-las. Isso vai muito na linha do que recomendo em meu projeto: reutilizar, recriar, re-significar. Trabalhar a criatividade e ser uma pessoa sustentável para o planeta, é isso que eu destaco no projeto "Organice, harmonização orgânica". 

 

 

Fonte: Fotos do arquivo pessoal

 

Quer aprender sobre a FENG SHUI? A Greice ministra o curso na Casa3

 

 

Quer conhecer mais sobre o trabalho da Greice? 

www.organice.com.br

Facebook

Instagram 

Assinatura