Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer: Juliana Faria

06 de Maio de 2016 Kalinka Carvalho

Hoje recebo uma pessoa muito especial além de personal organizer ela é um exemplo de empreendedorismo. Tive a honra de conhecê-la pessoalmente no final de 2015 e a conexāo foi imediata com sua criatividade e espírito empreendedor. A convidada de hoje é Juliana Faria proprietária da Yru Organizer, empresa que oferece cursos de organizaçāo e limpeza, tem loja física e virtual e que agora começa sua expansāo através da abertura de franquias pelo Brasil. 

 

 

Juliana Faria é formada em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade Belas Artes  de São Paulo e em Design de Interiores pela Escola Panamericana. Ela somou 21 anos na área de projetos de interiores, quando visualizou um nicho de mercado, o de Personal Organizer, pouco explorado até então no Brasil. A partir da sua experiência, realizou alguns laboratórios e estudo de casos para montar seus treinamentos e aprimorar as técnicas que utilizaria na sua nova atuação profissional.

Em 2008, iniciou essa nova atividade, de maneira informal, através da prestação de serviço em residências e ministrando seus treinamentos voltados para organização. A experiência adquirida nos primeiros 2 anos e atendendo à grande procura por seus treinamentos, decidiu criar a empresa Yru Organizer no ano de 2009.

 

 

 

1. Kalinka: O que é uma personal organizer?

Juliana: O Personal Organizer é um profissional treinado com habilidades e técnicas específicas para ajudar e/ou assessorar pessoas para organizar sua vida doméstica ou profissional. O objetivo desta organização é aumentar o conforto, harmonia, praticidade, economia, produtividade e bem-estar. Este tipo de atividade não somente organiza espaços e tarefas domésticas, mas também tem o propósito de facilitar o cotidiano e a rotina de nossos dias.

 

 

2. Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Juliana: O Personal Organizer deve fazer uma visita ao local onde será feita a organização, para montar um briefing. O objetivo do briefing é descobrir o que o seu cliente quer, o que ele precisa e o que você vai ter que fazer, além de conter as medidas dos armários para que possa ser calculado o tempo que será necessário para a conclusão do projeto.

 

 

3. Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Juliana: Todos que não conseguem colocar o “trem no trilho”. A partir do momento que as coisas saem dos eixos, alguém precisa fazer com que a ordem se instale novamente. Muitas vezes o cliente não tem tempo, paciência e conhecimento técnico para resolver o problema de forma definitiva, pois arrumação é diferente de organização. Neste momento entra em cena o personal organizer.

 

 

4. Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar? 

Juliana: Gosto de organização desde que me conheço por gente! Formei-me em Arquitetura e Urbanismo e também em Design de Interiores em 1990. Para desenvolver projetos de armários usava o conceito de organização, pois para fazer um projeto que realmente atendesse a necessidade dos meus clientes, tinha que fazer um inventário de tudo e arranjar um local dentro do armário para colocar cada item de forma que tudo ficasse pratico e funcional. Nesta época apenas não usava as técnicas de dobra. Em 2009 visualizei um nicho de mercado, o de Personal Organizer, pouco explorado até então no Brasil, que na verdade já era uma parte do serviço que realizava. Estudei e realizei alguns laboratórios e estudo de casos para aprimorar a minha metodologia e iniciar os meus treinamentos. Incorporei então à minha lista de serviços prestados. Adoro organizar tudo, quanto mais desafiante for, melhor!

 

 

5. Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Juliana: É necessário uma boa dose de empreendedorismo, uma paixão pelo serviço prestado e um olhar especial para o problema do outro, além de conhecimento técnico para realizar um serviço realmente profissional.

 

 

6. Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Juliana: O mercado é absolutamente gigante.....o que não precisa estar organizado ?

Pequenos e médios comércios, escritórios, consultórios, escolas, residências, pós-luto, mudança....enfim sempre em qualquer local vai ter algo em que o Personal Organizer possa ajudar.

 

 

7. Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer?

Juliana: Coisas boas: flexibilidade de horário, falta de rotina, liberdade de decisão.

Coisas ruins: sem salário garantido no final do mês, sem 13 º salário e benefícios, sem férias remuneradas.

 

 

8. Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Juliana: Se você está com a sua vida bagunçada, organize já as suas gavetas.

Tire tudo de dentro das gavetas. Pegue sacolas plásticas: uma para doação e outra para coisas que serão descartadas.

Faça esta primeira triagem. Com o que sobrou, separe tudo por categoria. Para cada categoria arranje uma maneira de coloca-la separada do restante ( vale usar cestinhas, caixinhas ou fazer uma divisória para a sua gaveta ). Voce vai ver que tudo tem solução.....anime-se e parta para o restante. Se precisar de ajuda, é só chamar!

 

 

9. Kalinka: Indique algum produto de organização que acha essencial ter:

Juliana: Divisórias em gavetas. Não sei como uma gaveta pode viver sem ter uma divisória!

Guardamos nas gavetas tudo o que é pequeno e de diversas categorias.....como achar o que se quer, num emaranhado de coisas....impossível.

Foto do Curso de Divisórias de Gavetas 

 

 

Quer acompanhar o trabalho da Juliana Faria frente a Yru Organizer, ou abrir uma Franquia em sua cidade? Confira os contatos e redes sociais: 

www.yru.com.br 

Tel: (11)  2691-7037

Facebook

Instagram

You Tube

Twitter

 

 

Assinatura