Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com as personal organizers: Silvia Boldrini e Cristina Cabral

13 de Junho de 2016 Kalinka Carvalho

 

E com muito carinho que recebo hoje duas personal organizers muito especiais Silvia Boldrini e Cristina Cabral. O que posso dizer dessas duas? Muito queridas, prestativas e competentes. Juntas elas formam a Kaza em Ordem e hoje vamos conhecer um pouco mais sobre a trajetória delas. As duas sāo profissionais super competentes e fazem tudo com muito carinho e dedicaçāo.

 

 

Silvia Boldrini é uma pessoa prática, objetiva, dedicada e determinada. Restauradora de móveis a 15 anos, em 2011 após trabalhos voluntários e cursos fundou a Kaza em Ordem e em 2015 firmou parceria com Cristina Cabral, uma pessoa sensível, criativa e alegre. Elas realizam trabalhos como: pequenas reformas, treinamento de funcionários, mudanças, kaza dos noivos e organizaçāo residencial. 

 

 

1. Kalinka: O que é uma personal organizer?

Silvia e Cristina: A personal organizer é uma profissional capacitada, com conhecimento de diversas técnicas, para otimização de tempo e espaços. A essa capacitação podemos agregar, técnicas de decoração, harmonização de ambientes, uso de cores e texturas, pequenos consertos,  tudo para levar aos clientes um trabalho de qualidade e cada vez mais completo,

O trabalho da personal organizer deve ser visto como um investimento, visto que entre os inúmeros benefícios, estão a qualidade de vida, conforto, tranquilidade, agilidade, economia de tempo e de dinheiro.

 

 

2. Kalinka: Como funciona o trabalho de uma personal organizer?

Silvia e Cristina: O trabalho começa após uma visita no local e entrevista com o cliente. É fundamental perguntar sobre suas necessidades e expectativas. Durante a visita também avaliamos a quantidade de coisas a serem organizadas, os espaços disponíveis, a necessidade e possibilidade de criação de novos espaços. À partir dessas informações, faremos um orçamento e calculamos  o tempo previsto para execução.

 

 

3. Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de uma personal organizer?

Silvia e Cristina: Todas as pessoas que não tem tempo, disposição ou jeito para colocar em ordem os seus espaços.

 

 

4. Kalinka: A quanto tempo vocês trabalham como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar?

Cris Cabral: Trabalho capacitada como personal organizer desde 2014, embora muito cedo já gostasse de categorizar brinquedos em sacolas e caixas ou os lápis por ordem de cores. Também sempre foi comum me chamarem pra ajudar na organização de armários e despensas. Quando descobri que podia fazer desse dom a minha profissão, não perdi tempo. Pesquisei e fiz diversos cursos para trabalhar em diversas áreas. Amo organização residencial e mudanças.

 

Silvia Boldrini: Depois de 15 anos trabalhando como restauradora de móveis, decidi que podia levar um diferencial para o meu trabalho, aprendendo a organizar os objetos que eram retirados dos móveis e depois voltariam pra dentro deles, só que desta vez, com uma logística. E foi assim que a 5 anos sou capacitada como personal organizer. Mudanças, louçaria e quartos de bebê me encantam.

Fonte: Kaza em Ordem

 

 

5. Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Silvia e Cristina: Primeiro é preciso acreditar no poder de transformação que uma boa organização pode trazer. Nas mudanças benéficas que levamos aos nossos clientes. E para levar aos nossos clientes um trabalho impactante, é de fundamental importância os cursos de capacitação e reciclagem, estar sempre atento a novidades de métodos e produtos de organização. Também acreditamos no investimento de cursos adicionais como os de decoração e também nas parcerias com outros profissionais que complementam o nosso trabalho.

 

 

6. Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Silvia e Cristina: O personal organizer pode atuar em diversas áreas. As mais comuns são voltadas a residencias, mas existem especialistas em inúmeras áreas. Arquivos, coleções, fotografias, depósitos, etc. 

Há mercado para a profissão que vem crescendo em todo o país. O tempo tem sido cada vez mais, um dos bens mais preciosos e raros. O profissional em organização, veio a partir dessa necessidade das pessoas de terem a vida mais organizada, para darem conta de cada vez mais compromissos e ao mesmo tempo poderem cuidar de si mesmas, ter tempo para a família e para o lazer.

Este serviço é cobrado por projeto. Cada profissional faz seus cálculos baseados em custos e investimentos na profissão. Desconfie de valores muito abaixo da média. Como em toda profissão em ascensão, sempre aparecem aqueles que querem tirar proveito, se propondo a fazer o que não estão capacitados e por vezes acabam por queimar a imagem do profissional qualificado.

 

 

7. Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer.

Silvia e Cristina: 

Coisas boas:

- flexibilidade de horários

- trabalhar com o que gosta

- levar qualidade de vida às pessoas

 

Coisas ruins:

- Embora muitas pessoas pensem o contrário, o trabalho de personal organizer é bastante desgastante, tanto fisicamente quanto mentalmente.

- A confusão que fazem entre a personal organizer e a diarista. São prestações de serviços bem diferentes e cada um com seu valor. (Não desmerecendo de forma alguma nenhuma das profissões.)

- As pessoas acham que contratar uma organizadora profissional é um luxo, quando se trata de um investimento em qualidade de vida.

 

 

8. Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Silvia e Cristina: Vamos dar uma dica bem simples: sempre que possível, troque as  camisetas empilhadas, por varões.

Verifique se no espaço que você tem possui altura pra isso ou verifique a possibilidade de trocar algumas prateleiras por varão e cabides. Aqui damos um exemplo prático dessa dica.

 

a) As camisetas encontravam-se todas amontoadas, dificultando a visualização e o uso:

Fonte: Kaza em Ordem

 

b) Foi instalado um varão e todas as camisetas foram organizadas, por ordem de cores e modelos, facilitando totalmente o acesso a elas e inclusive evitando que se amassem como antes.

Fonte: Kaza em Ordem

 

9. Kalinka: Indique algum produto de organização que acha essencial ter.

Silvia e Cristina: Uma etiquetadora ou etiquetas. É indispensável que tudo tenha o endereço identificado, pelo menos por um período enquanto você e as demais pessoas se habituem a devolver tudo no lugar certo. 

Fonte: Kaza em Ordem

E ai gostaram das dicas? As meninas foram responsáveis pela organizaçāo do closet da Catia Fonseca, confira o trabalho delas e as dicas nos vídeos abaixo: 

 

Quer acompanhar o trabalho delas, siga-as nas redes sociais. E fiquem ligadinhos do blog para verem o que essas fofas fizeram aqui em casa: 

www.kazaemordem.com

Facebook

Instagram

 

Assinatura