Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com a personal organizer Tati Godoy

25 de Maio de 2015 Kalinka Carvalho

Hoje a entrevistada é a simpática e autêntica Tati Godoy. Acompanho o trabalho dela a algum tempo e foi maravilhoso perceber que o que eu imaginava dela, realmente é quem ela é: uma amor de pessoa, extremamente disposta, alegre e divertida. É um prazer tê-la como entrevistada dessa semana, espero que curtam a entrevista, pois ela arrasa! Ainda nāo há conheço pessoalmente, assim como diversas outras entrevistadas, mas será um prazer conhecê-la um dia.  

 

Tati Godoy é formanda em design de interiores, personal organizer filiada a Napo – NAPO (National Association of Professional Organizers), tem Coaching Practitioner (Academia do palestrante) e Practitioner em PNL. Desde que se afiliou a NAPO, começou a estudar inglês e não parou mais. Se dedica diariamente a estudar o que há de mais moderno e atual no mercado e vai sempre na raiz do problema. Também é consultora de feng shui e especialista no mercado institucional de higiene e limpeza. Para levar um pouco do conhecimento e mais qualidade de vida para o mundo, ministra cursos de Personal Organizer por todo o Brasil.

 

1) Kalinka: O que é um Personal Organizer?

Tati: Um personal organizer é um profissional que com técnicas e estratégias eficazes transforma vidas, trazendo mais organização física, emocional, profissional, mental e espiritual. Nosso trabalho envolve lidar com a parte mais íntima de cada ser humano e é comum lidarmos com alguns problemas mais sérios, como TDAH, compradores compulsivos ou desorganizados crônicos.

 

 

2) Kalinka: Como funciona o trabalho de um personal organizer?

Tati: Primeiro conversamos com a cliente para entender como é a rotina da casa, da família ou do escritório para captar qual a real necessidade e identificar onde está o problema. Muitas vezes, uma casa desorganizada significa uma vida complicada também. A organização está muito relacionada com isso, com a vida da pessoa.  O primeiro passo é sempre esse: conscientizar que a organização é uma necessidade que traz muito mais qualidade de vida para todos que moram naquele ambiente.

Depois, é feito um planejamento para cada cômodo ou ambiente, sempre de acordo com a rotina da pessoa. Acredito que na hora de organizar, o primeiro passo é tirar tudo, mas absolutamente tudo do lugar. Na sequência, fazemos um crivo do que deve ser descartado ou doado e do que resta, estabelecemos uma “casa” para cada item. Eu sempre friso que todos os objetos devem ter seu “lar” dentro de casa,  esse é um dos princípios da organização. O próximo passo é organizar tudo de acordo com o planejamento prévio. O mais importante é estabelecer critérios definitivos e claros para que o cliente e toda a família possam, de forma independente, manter a organização

 

 

3) Kalinka: Quem precisa de um personal organizer?

Tati: Acredito que todos precisam de um personal organizer para estabelecer as regras da organização com técnica e critérios adequados. Muitas pessoas confundem arrumação com organização, o que é um grande erro. Uma casa arrumada está com as coisas aparentemente no lugar, mas sem as estratégias certas, fica muito fácil acabar virando desordem rapidamente. Já com organização, a tendência é tudo se manter em seu lugar, preservando o lugar de cada coisa.

Porém, alguns perfis de personalidade precisam mais do trabalho de um PO, como os compradores compulsivos e os acumuladores. Essas pessoas tendem a desordem pois tem um relacionamento diferente com os objetos, com dificuldade para o descarte. Existe um lema da organização que diz: “Onde há excesso há desordem e onde há desordem há excesso”. Vejo isso diariamente no meu trabalho. Menos é sempre mais.

 

 

4) Kalinka: Há quanto tempo você trabalha como personal organizer?

Tati: Sou arquiteta de formação, mas larguei todos os meus projetos para ser faxineira, porque era o que eu mais amava fazer na vida. Acredito que o que mais importa é fazer o que se ama, independente do que seja. Quer ser um lixeiro? Então seja o melhor de todos, não melhor do que os outros, mas o melhor de você mesmo para aquele ofício. Como faxineira, descobri a arrumação, depois a organização e enfim a profissão de Personal Organizer, há mais de 15 anos.

 

 

5) Kalinka: O que é necessário para se tornar uma personal organizer?

Tati: Eu diria que o que é necessário é amor pela organização e por pessoas, muita paciência e compreensão e muita vontade de estudar. É comum nos depararmos com problemas que aparentemente não tem solução na hora de organizar a casa de alguém, como pouco espaço e um grande número de objetos. Nessas horas é que você mostra a grande profissional que é... indo atrás, estudando, buscando referências... Temos que usar muito a criatividade.

 

 

6) Kalinka: Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Tati: O Personal Organizer atua tanto com pessoas físicas, organizando a casa e home office, quanto com pessoas jurídicas, como escritórios de advocacia, lojas de roupas, etc. O mercado é muito amplo e está em constante crescimento, o que é excelente. No Brasil, cresce a cada dia, enquanto que nos EUA já é uma profissão bem mais consolidada. Existem várias formas de cobrar: por ambiente, por diária, por projeto, por hora... Vai de cada profissional.

 

 

7) Kalinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser uma personal organizer:

        Boas:

  • ver o sorriso no rosto da cliente depois do trabalho feito;
  • mudar a vida de uma família que vai começar a viver com organização;
  • Sentir todos os dias que você faz a diferença para o mundo;

Ruins:

  • Quando não consigo convencer um pessoa que tem muita coisa para descartar;
  • Quando não consigo entregar um serviço no prazo combinado;
  • Quando sou contratada para tirar as roupas do armário de uma pessoa que já morreu e dar uma nova função ao armário;

 

 

8) Kalinka: Dê alguma dica de organização ou conselho para os leitores:

Tati: Leve uma vida mais organizada e tenha mais tempo para o que realmente importa na vida. Não perca mais tempo procurando coisas perdidas dentro do seu armário! Não acumule coisas que não usa e não precisa mais! A vida é feita de emoções, e não de itens =)

 

 

9) Kalinka: Indique algum produto de organização que é essencial ter:

Tati: Inbox. Elas são tudo de bom... dos mais diversos tamanhos e formas, permitem organizar qualquer coisa.

 

 

Gostou da entrevista? Quer saber mais sobre a Tati? Abaixo segue as redes sociais dela:

Tati Godoy - Facilita Organizaçāo

www.tatigodoy.com.br

Facebook

Instagram

 

Assinatura