01

Entrevista com a Personal Organizer: Ana Barlette

segunda-feira, 15 de junho de 2020

Hoje recebo com muito carinho uma mulher que admiro muitāo. Ela é linda, inteligente, engraçada e organizada. E foi escolhida embaixadora do personal organizer brasil nesse ano de 2020. Vamos conhecer a trajetória dela da voz do sul (risos)! 

 

 

Ana é formada em Relações Públicas, pós-graduada em Gestão Empresarial e mãe dedicada. Tudo isso fez com que suas atividades prévias como empresária, cerimonialista e líder em equipes de vendas em multinacionais, tivesse que aprender a equilibrar o tempo entre o lar e o trabalho. Assim, a organização sempre foi a maior aliada para encontrar a perfeita harmonia em casa e foi também que, para manter a vida em ordem, descobriu seu entusiasmo pela atividade de Personal Organizer.

 

 

1. Kalinka: O que e um (a) personal organizer?

Ana: É alguém que buscou embasamento técnico para entender a identidade e a necessidade de cada cliente, usando a organização como uma poderosa ferramenta de transformação. Que utiliza do planejamento para a criação de uma rotina integrada de modo a transformá-la num hábito, facilitando a vivência como um todo.

 

 

2. Kalinka Como funciona o trabalho de um (a) personal organizer?

Ana: Em meus projetos busco restabelecer a ordem com soluções práticas, ágeis e eficientes. Resultados que trazem economia e otimização do tempo. A atividade começa com uma avaliação do sistema atual e segue ajudando a encontrar soluções inteligentes e funcionais para cada ambiente, proporcionando praticidade e bem-estar na organização.

 

 

3. Kalinka: Quem são as pessoas que precisam de um (a) personal organizer?

Ana: Acredito que em algum momento da vida todas as pessoas deveriam contratar um personal organizer, “seus benefícios são testados e comprovados cientificamente...” como diria Pedro Bial, em Filtro Solar! Risos. Dentro das diversas correções, dicas e sistemas que podem ser aplicados, as mudanças são perceptíveis e transformadoras, trazendo uma experiência única para todos, mesmo para os que se intitulam organizados por natureza! Não haveria um grupo de pessoas que não precisassem.

 

 

4. Kalinka: A quanto tempo você trabalha como personal organizer? Porque resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar? 

Ana: Sou uma apaixonada pela possibilidade e o desafio de transformar vidas e através da organização pude me realizar conduzindo meus clientes a uma melhor produtividade e qualidade diárias. Durante vinte anos atuei predominantemente na área comercial e mesmo gostando do que fazia, a forma como este mercado estava se encaminhando já não estava de acordo com meus preceitos e o que eu esperava para mim e minha família. Foi a partir daí que, em 2018, resolvi buscar conhecimento e certificação na área. Sem conhecer ninguém da organização, não saber muito o que esperar, nem exatamente o que faria, fui levada pela característica inata do perfeccionismo de uma virginiana. Durante o curso brincávamos que agora eu teria diploma para t.o.c. remunerado! Sou extremamente exigente comigo mesma e desde o momento que vi que ali seria minha alternativa para a transição de carreira comecei a me estruturar em relação a ferramentas de trabalho, materiais de divulgação e planejamentos necessários. Um passo de cada vez fui tirando o sonho do papel.

Fonte: Arquivo Pessoal 

 

 

5. Kalinka: O que é necessário para se tornar um (a) personal organizer?

Ana: Resiliência, empatia, raciocínio lógico, jogo de cintura! Fora isso, o mesmo de todas as demais profissões para quem queira se destacar: cursos de capacitação e aperfeiçoamento, pesquisa, presença em eventos do setor, networking... Construir com solidez seu preparo teórico para poder se superar a cada dia. É você e você!

 

 

6. Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como e cobrado o valor?

Ana: Cada profissional pode se aperfeiçoar na(s) área(s) que melhor se afinam ou mercado assim direcionar. Há dezenas de opções nos campos residencial, comercial e de treinamento e o crescimento da necessidade e reconhecimento dos clientes fomenta ainda mais esta expansão. Eu atuo principalmente no Rio Grande do Sul e ainda mais expressivo nas regiões da Grande Porto Alegre e Serra Gaúcha e dentre as variáveis para formação de preço está os meus custos, que variam conforme modelo de projeto; assim como o produto, não só de organização em si, mas de treinamentos, palestras e workshops que executo

 

 

7. Kaiinka: Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser um (a) personal organizer?

Ana: Coisas boas é sempre bom falar, né?

  • TRANSFORMAÇÃO: da vida, da rotina, da autoestima, da produtividade...

  • GRATIDÃO: servir de inspiração, receber valorização.

  • VOLATIDADE: de pessoas, de lugares, de hábitos, de tarefas

    De coisas que poderiam ser melhores...
    Penso sobre a necessidade de uma melhor difusão da profissão no mercado. Há muita gente que não conhece ou não possui o entendimento dos benefícios que a profissão pode proporcionar. Também de uma falta de formalização da categoria. E outra, que há em todas as profissões, que é a quantidade de gente trabalhando sem qualificações mínimas que acabam degradando a ocupação.

 

 

8. Kalinka:  De alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Ana: Todos nós eventualmente precisamos de um novo olhar sobre nossos hábitos. Temos tendência a repetições e vícios que quando libertos a sensação é transformadora! Pode ser por uma rotina atribulada, uma fase de adoecimento ou nascimento, de expansão do negócio ou novas contratações.. O Personal Organizer te conduz a achar “onde a ponta do novelo se perdeu”, a reestruturar e entender sua atual necessidade. Por isso minha dica de organização é para cuidar de você. Se perceba, se observe, analise seu negócio! Perceba que em alguns momento na vida precisamos parar antes de escolher qual estrada tomar. Um profissional de organização pode te ajudar nisso.

 

Fonte: Arquivo Pessoal 

 

 

9. Kalinka: Indique algum produto de organização que acha essencial ter:

Ana: Pensando de forma abrangente, para todos os nichos, diria que as caixas organizadoras são grandes aliadas na categorização e segmentação.

 

 

Que saber mais sobre o trabalho da Ana? 


Tel: (51) 98122-2229
E-mail: anabarlette@outlook.com

Instagram

Facebook 

LinkedIn 

Para receber atualizações e novidades

Redes Sociais

Aplicativo

iOS / iPhone: Toque no ícone e adicione na sua home.

Android: Toque na notificação que solicita a instalação do app.