Para receber atualizações e novidades:

Blog

Entrevista com o personal organizer: Denys Lessa da Prisma Vida Digital

15 de Outubro de 2018 Kalinka Carvalho

Conheci o Denys quando estive no evento da 3D Ordem no Rio de Janeiro em junho desse ano. Ele estava participando do curso que dei lá em parceria com a 3D Ordem sobre Produçāo de Conteúdo, Marketing e Mídias Sociais. Veja o conteúdo da minha palestra no meu slide share. Como sabem o mercado de organizadores profissionais tem mais mulheres do que homens, entāo adoro conhecer os homens desse mercado e apresentá-los aqui no blog, assim incentivo outros a também entrarem nesse mercado. Temos entrevistas aqui no blog de: Fabio EntlerAlexandro BorbaAdolfo BergerAlexandre Franco e Tadeu Motta. Além de uma simpatia de pessoa o Denys é focado em organizaçāo digital, um mercado ainda pouco explorado e conhecido pelos clientes. Vamos conhecer a trajetória dele: 

 

Denys Lessa tem 29 anos de atuação na área de Tecnologia de Informação, Denys Lessa trabalhou em negócios diversificados. Como Consultor, implantou um sistema para cadastramento de Talentos Artísticos, Obras e Produtos na TV Globo, onde foi contratado, em 2002. Fez carreira até o cargo executivo de Gerente de Desenvolvimento de Aplicações e Gerente de Planejamento e Orçamento. Após sua saída, em 2016, passou a atuar na Organização Digital, criando a Prisma Vida Digital, idealizada para ajudar as pessoas a aumentarem sua produtividade e melhoria da qualidade de vida.

 

 

1. O que é um personal organizer?

Denys: Vou focar na Organização Digital, que é a minha especialidade. Particularmente, prefiro o termo Profissional de (ou Consultor em) Organização Digital, pois tenho clientes que são pessoas jurídicas, além das pessoas físicas, onde o termo personal se aplicaria melhor. O Profissional (ou Consultor) utiliza metodologias e técnicas de Organização, a fim de identificar pontos que causam perda de produtividade. Seja pela dificuldade na recuperação das informações armazenadas ou por gargalos no seu processo operacional (seja pessoal ou profissional). Por exemplo, acessos não controlados às redes sociais são uma grande fonte de perda de foco e, consequentemente, de produtividade. Vale ressaltar que esse serviço, apesar de possuir pontos comuns, é customizado (ou individualizado) para cada cliente, pois a necessidade de Organização Digital de cada empresa ou pessoa é única.

 

 

2. Como funciona o trabalho de um personal organizer?

Denys: Depois do contato inicial, é fundamental uma visita técnica (presencial, se possível), cuja duração é de 1 a 2 horas, sem custos para o potencial cliente.

Nessa visita será realizado o diagnóstico inicial e quais pontos farão parte da proposta de serviço (1 ou mais dos listados abaixo):

  • Escolha de uma solução de “nuvem” para armazenamento dos arquivos digitais;
  • Boas práticas de segurança da informação;
  • Rotinas de backup;
  • Análise de aplicativos nos dispositivos (notebook, smartphone, tablet);
  • Manutenção da agenda de contatos;
  • Mensuração do tempo investido nas redes sociais;
  • Digitalização de documentos ou fotos;
  • Criação de uma estrutura como repositório das informações digitais;
  • Processamento de e-mails e tarefas;
  • Avaliação do uso do calendário (agenda de compromissos);
  • Mapeamento dos processos/rotinas para análise de melhorias possíveis;
  • Assuntos correlacionados à vida digital.

​​Depois da aprovação da proposta (de consultoria ou prática), contendo o valor do investimento e o prazo de execução, o serviço será realizado presencialmente no ambiente do cliente; no home office do profissional; em outro local combinado entre as partes; ou, ainda, online (videoconferência).

 

 

3. Quem são as pessoas que precisam de um personal organizer?

Denys: Como eu acredito que a Organização pode ser aprendida, mas, normalmente, não é ensinada, todas as pessoas precisam de um Profissional de Organização, numa intensidade maior ou menor. No caso da Organização Digital, com a avalanche de informações que nos chegam diariamente, o Profissional de Organização pode diminuir o estresse, mostrando soluções, através de metodologias e ferramentas, para otimização do tempo da pessoa.

Fonte: Arquivo Pessoal do Denys 

 

4. Há quanto tempo você trabalha como personal organizer? Por que resolveu ser personal organizer? O que mais gosta de organizar?

Denys: Minha primeira cliente foi em out/16. Ou seja, estou prestes a completar 2 anos como Profissional de Organização.

Após o término da minha carreira como Gerente da Tecnologia da Informação na TV Globo, em jun/16, realizei minha transição de carreira com a coach Adma Garzeri, complementado pela assessoria da Stato RJ (empresa de recolocação). Com a Adma, (re)avaliei os meus talentos adquiridos nos 29 anos de convivência com a Informática/Tecnologia da Informação.

Um deles foi a Organização Digital e, ao buscar mais informações sobre o assunto, encontrei diversas referências à Gabriela Brasil. Daí, viajar a São Paulo para participar de seu curso foi uma consequência natural. E continuei investindo em cursos e equipamentos para aprimorar meu conhecimento.

A minha predileção é a criação da estrutura de pastas e arquivos, através da taxonomia pessoal e/ou profissional (classificação). Essa estrutura será utilizada no armazenamento dos arquivos na “nuvem”, nos e-mails e nos aplicativos de gestão de conhecimento, entre outros.

 

 

5. O que é necessário para se tornar um personal organizer?

Denys: Antes de mais nada, reconhecer o talento da Organização. Ou seja, gostar de ser organizado e de ajudar outras pessoas a se organizar.

Dentre as diversas possibilidades de Organização, descobrir o seu “nicho” de mercado. No meu caso, não gosto de fazer organização física em clientes (cozinha, escritórios, quartos, etc). A Organização Digital é onde me sinto à vontade.

E ainda há mais níveis de especialização na Organização Digital. Para atuar nos ambientes Windows (Microsoft) e MacOS (Apple), possuo equipamentos compatíveis com ambos. O mesmo vale para os smartphones e tablets, onde os líderes são o Android (Google) e o iOS (Apple).

Se preferir ou não tiver condições de investir em sistemas operacionais diversificados, sua atuação será mais específica. Nesse caso, tentar ser o mais especializado possível. Como qualquer profissão, manter-se atualizado. No mundo da Organização Digital isso é mais premente, pois as ferramentas da tecnologia de informação são atualizadas numa velocidade alucinante.

E permeando tudo isso, o valor intrínseco da Ética (assim mesmo, com letra maiúscula), pois os profissionais de Organização lidam com o indivíduo (ou empresa) e podem ter acesso a informações pessoais ou extremamente sigilosas.

 

 

6. Onde atua o personal organizer? Há mercado para a profissão? Como é cobrado o valor?

Denys:  A atuação atinge a rotina de pessoas físicas ou processos empresariais (empresas pequenas, médias ou grandes, sendo mais possível a sua atuação nas 2 primeiras). Apesar de existir mercado, há muito que se explicar sobre qual é o nosso trabalho. Há um desconhecimento do assunto e, consequentemente, dos benefícios na contratação desse serviço. Especificamente para o mundo digital, estão se abrindo possibilidades de palestras e treinamentos. Nesse caso, o profissional deve ter um bom histórico de clientes para que traga exemplos que enriqueçam sua demonstração. Além disso, ele deve estar melhor preparado para perguntas diversificadas, já que o público costuma ser bastante heterogêneo (dispositivos diferentes, aplicativos idem e grau de domínio da tecnologia bastante variável). Tudo parte de um valor por hora do profissional. A partir do serviço levantado na visita técnica, é feita uma estimativa de tempo e convertida em um orçamento. Se for um serviço que demandará muito tempo (projeto médio ou grande), a negociação inicia para que o valor seja viável para ambas as partes (cliente e profissional). No caso de um cliente que precisa de consultorias pontuais, combina-se data, hora e duração, com o respectivo pagamento atrelado à quantidade de horas utilizada.

 

Denys e a equipe da 3D ordem (Halorna Dias, Claudia Gray e Alice Santos) 

 

 

7. Cite 3 coisas boas e 3 ruins de ser um personal organizer?

Denys: Boas:

  • A possibilidade de aprender com cada cliente, pois cada serviço é diferenciado;
  • Agenda mais flexível; e
  • A necessidade de fazer parcerias com profissionais que compartilham os mesmos valores, pois não há Organização Digital, sem um mínimo de Organização Física.

Ruins:

  • A não regulamentação da profissão, sem a definição de um teto mínimo, por exemplo. Em tempos de crise, há uma canibalização dos valores cobrados, mas isso gera uma desvalorização do serviço e do próprio profissional;
  • A necessidade de, a cada cliente, investir na educação do que é a Organização (física e digital) para que ele entenda a relevância e enxergue o valor agregado; e
  • Como qualquer profissional liberal, a preocupação em manter um fluxo de caixa equilibrado, com um planejamento de serviços futuros, com antecipação de riscos.

 

 

8. Dê alguma dica de organização ou conselho para nossos leitores:

Denys: Uma dica que, a meu ver, era simples, já que a utilizava há anos, é a criação de regras de e-mail para que a mensagem seja classificada automaticamente. Durante minhas palestras, verifiquei que pouquíssimas pessoas conhecem essa funcionalidade. A configuração varia para cada tipo de e-mail (Ex: Outlook da Microsoft e Gmail do Google) e já está planejado um vídeo explicativo da minha empresa: Prisma Vida Digital. Aguardem!

 

Fonte: Site Prisma Vida Digital

 

 

9. Indique algum produto de organização que acha essencial ter:

Denys: No mundo digital, principalmente para quem utiliza contas de e-mail diferentes, as pessoas acabam duplicando a agenda de contatos. Para evitar isso, recomendo o aplicativo FullContact (Web, iOS e Android).

Além de fazer um sincronismo entre suas agendas dos e-mails diferentes, ele captura algumas informações (foto das redes sociais, por exemplo) e permite que você atualize o cadastro do seu contato. Fiz uma avaliação (não patrocinada) desse aplicativo que está disponível em: http://prismavidadigital.com.br/aplicativo-do-mes-fullcontact

 

 

AGRADECIMENTOS: 

Denys diz que não estaria atuando nessa área sem o apoio de alguns amigos/parceiros, veja: 

  • Gabriela Brasil;
  • Equipe 3D Ordem: Alice Santos (Avesso do Caos), Halorna Dias (Organização & Arte) e Claudia Gray;
  • Time da 4Office: Vera Romero, Fani Zaborowski e Solange Gomes;
  • Alexandre Wendel, empresário e idealizador do projeto Melhor Cada Dia; e
  • Grupo de trabalho da WDA Agência Digital.

 

Acompanhe o trabalho do Denys: 

http://PrismaVidaDigital.com.br

contato@PrismaVidaDigital.com.br

Cel: (21) 99949-1966 (WhatsApp)

Facebook

Instagram

LinkedIn

 

Assinatura